SAIBA QUE...PSEUDOCIÊNCIAS EXISTEM... (clique aqui)

04/01/2015 13:26

RADIESTESIA, É A PRIMEIRA DE UMA SÉRIE.

Radiestesia (ou radioestesia) é uma hipotética sensibilidade a determinadas radiações, como energias emitidas por seres vivos e elementos da natureza. Como
por exemplo, pessoas que dizem poder determinar o local exato onde há poços de água subterrâneos com apenas uma vareta
de madeira, ou pessoas que dizem poder encontrar alguém desaparecido com um pêndulo e um mapa.

A radioestesia ou radiestesia é uma pseudociência. Seus defensores, entretanto, afirmam possuir a capacidade de captar
radiações e energias emitidas por quaisquer objetos. Esta habilidade permitiria
aos radiestesistas (geralmente com o auxílio de bastões, pêndulos e outros instrumentos) encontrar água e minerais, corpos enterrados, objetos
perdidos, ou qual seria a melhor dieta para um determinado organismo e até
mesmo identificar o remédio adequado para determinada doença. Existem mesmo, médicos que usam a radiestesia
como instrumento ou ferramenta de trabalho, o que além de absurdo e ridículo é
ilegal.

Não existem artigos publicados em periódicos científicos que corroborem tal
hipótese (a sensibilidade às radiações). Sendo esta uma forte evidência contra
a Radiestesia. O melhor que se pode dizer com relação à radiestesia e outros
procedimentos semelhantes, é que se tratam de ilusões advindas da ignorância e
excesso de credulidade. Os que se julgam e se intitulam praticantes profissionais
"sérios" desses procedimentos, não admitem nenhuma observação de caráter
científico que demonstre claramente a inexistência de qualquer substrato
científico capz de explicar ou justificar suas pretensões. Veja por exemplo uma das
centenas de pesquisas infrutíferas sobre a radiestesia:

Recentemente, uma pesquisa[1] foi realizada em Kassel, na Alemanha, sob a direção da Gesellschaft
zur Wissenschaftlichen Untersuchung von Parawissenschaften (GWUP) [Sociedade
para a Investigação Científica das Paraciências]. O teste de cerca de 30
radiestesistas famosos e "profissionais", consistia em identificar alguns canos
enterrados a 50 centímetros, por onde água poderia passar, ser controlada e
direcionada.

Na superfície, a posição de
cada cano foi demarcada com uma fita colorida, portanto tudo o que os
radiestesistas deveriam fazer era indicar se havia ou não água correndo pelo
cano. Todos assinaram um atestado concordando que aquele era um teste justo de
suas habilidades e que esperavam 100% de acerto. Os aqueles que seriam
esperados pelo acaso. resultados foram comparados com os obtidos nos testes
realizados com pessoas comuns que nada sabiam de radiestesia e não foram estatisticamente
melhores do que os obtidos por estes e depois de muitas tentativas, os
experimentadores concluiram que qualquer pessoa poderia advinhar aleatoriamente
em quais canos estaria correndo ou não aágua.

James Randi por muitos anos
ofereceu o Desafio Paranormal de Um
Milhão de Dólares, em que a Fundação Educacional James Randi oferece um
milhão de dólares a quem demonstrar evidências de qualquer efeito paranormal
sob condições
controladas.

Os candidatos ao prêmio  - que são sempre muitos e de várias procedências, inclusive do Brasil - realizam testes preliminares (projetados por eles mesmos em concordância com a Fundação), e aqueles que passam dos testes preliminares realizam o teste formal
para concorrer ao milhão de dólares. Até hoje, das centenas de candidatos que
realizaram os testes - incluindo dúzias de radiestesistas realizando testes
similares ao descrito acima - nenhum sequer passou dos testes preliminares.

CONCLUSÃO:

A radioestesia não prova ser
uma ciência no sentido estrito, pois, como mencionado anteriormente, não há
dados que corroborem as hipóteses dos proponentes. Todos os experimentos
conduzidos seguindo o método científico demonstraram que o uso de técnicas de
radioestesia através de "pêndulos", "galhos secos" etc., não aumenta a
probabilidade de que seja encontrada água no solo estudado, remédios
infalíveis, pessoas desaparecidas, campos magnéticos etc.,

Porém, mesmo existindo
divergências sobre sua eficácia a radioestesia conseguiu ser aceita pela Academia de Ciências de Cuba, e ser
incluída em 2009 entre os temas debatidos no VIII Congresso Cubano de Geologia], sendo que
radiestesistas cubanos podem ser contratadospor governos de qualquer país para
localizar petróleo, água, reservas minerais, pessoas desaparecidas etc. 

Tudo isto a peso de dólares, pagos diretamente à Academia de Ciências que estipula as quantias que deverão ser
pagas aos "profissionais" (algo semelhante ao que o governo brasileiro fez com relação aos médicos cubanos).

Pessoas muito crédulas, ingênuas sem vocação científico-analítica, acreditam que através da
radiestesia seja possível detectar a eficiência de medicações ou mesmo presença
ou ausência de emissões frequenciais em qualquer produto ou equipamento. Como
nunca foi possível atestar esta apregoada condição tecnológica a ser expressa em valores
equacionáveis matematicamente, a prática da radiestesia  como instrumento de trabalho torna-se mais
atinente a uma questão de fé do que de conhecimento científico e técnico. A
análise ou detecção radiestésica de ¨energias¨, praticadas com pretensos objetivos técnicos, como
substituto de procedimentos instrumentalizados, matemáticos, químicos ou físicos é absolutamente
irrelevante e irresponsável pois, em centenas de testes realizados por
cientistas em Universidades americanas, a radiestesia não provou ou demonstrou
maior eficácia e acertos do que demonstraram os resultados obtidos com os
mesmos testes, realizados com grupos de controle sem radiestestesia.

Recentemente recebi a
informação de que alguns radiestesistas têm usado seus pêndulos para analisar
remédios, detectando suas compatibilidades com os enfermos para os quais foram
prescritos. Tais procedimentos indevidos e perigosos, fazem sentido apenas como
curiosidade e diversão (?!), podendo contudo produzir sérias consequências quando os
tais testes resultam negativos com relação á compatibilidade da medicação com os
enfermos que, por acreditar  na veracidade do teste, deixam de usar medicações
prescritas, agravando suas condição.

Principalmente, em se tratando de fármacos homeopáticos dinamizados, principalmente os de alta
dinamização, nos quais não existe matéria ou substrato químico e portanto, não
emitem o que o radiestesista espera encontrar. Nesses fármacos dinamizados se houver 
emissões, seriam virtuais não sendo produzidas e geradas por matéria real.

No meu livro Consciência e Vida escrevi algumas
páginas sobre o emprego de termos científicos usados indevidamente como falso endôsso
a tais práticas destituídas de validade e base conceitual demonstrável, com a
intenção de agregar-lhes o prestígio das ciências oficiais.

É muito comum encontrar-se
entre os praticantes de radiestesia, pessoas muito religiosas ou
supersticiosas, adeptas de procedimentos espiritísticos (sem relação com a
religião espírita). Tais praticantes normalmente são indecisos e inseguros
quanto às suas próprias crenças religiosas, adotando "conceitos" de uma seita mistruados com
¨conceitos¨de outra, em um sincretismo religioso inaceitável por qualquer das
seitas ou religiões envolvidas.

As práticas ou procedimentos considerados "dons" ou atributos dos "parasensíveis", "metagnomos" etc., também podem ser incluídas
no contexto da radiestesia. Dentre elas destacam-se: A leitura de ¨borras de
café¨, de ¨sementes de ervilha¨, ¨de placas de OUIJA¨,  ¨copo caminhante¨, ¨mesa falante¨  ¨faca enterrada na bananeira¨, ¨oferendas à
rainha do mar¨ , ¨transes de pai-de-santo¨, ¨frascos coloridos (Aura-Soma) etc.
etc.

Tudo isto não passa de ilusão, como já disse antes, mas é possível encontrar pessoas que se beneficiaram desses procedimentos até mesmo obtendo respostas à alguma eventual pergunta ou questão. Referem-se a fatos isolados e raros, que podem ser atribuídos a diversos fatores intra-psíquicos, ideomotores etc. Na maioria absoluta, não passam de fraude consciente ou ingenuidade mítica, associada a problemas psicológicos de ambos os envolvidos (operador e cliente).
É um dos tipos de engodo  que atingem e ofendem primeiramente os ingênuos praticantes e em segundo lugar
os que neles buscam respostas ou o alívio aos seus sofrimentos e incertezas.

Esta a palavra da ciência.
Esta é a minha conclusão.

Dr. Victor Mattos

Referências:

  • Victor Mattos Consciência e Vida - 2014
  • Radiestesia o uso do pêndulo radiestesico (em inglês
  •     James Randi Educational Foundation (em inglês)
  • Definições de Radiestesia (em português)
  • Artigo sobre Radiestesia no Projeto Ockham (em inglês)
  • Associação Brasileira de Radiestesia e Radiônica (em inglês

 

 



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!